HARD ROCK CAFÉ | DICA DE RESTAURANTE

Olá, pessoal!!

Com certeza vocês alguma vez já escutaram falar sobre o Hard Rock Café. Essa rede de restaurantes foi criada em 1971.  O Hard Rock Café é uma mistura de restaurante, divertimento e cultura… tudo isso reunido e misturado em um mesmo lugar.

Existem vários Hard Rock Café espalhados pelo mundo. Nossa primeira experiência foi no Hard Rock Café de Londres.

O restaurante é composto por duas salas grandes. O grande salão localizado no subsolo tem uma decoração bem rock & roll… as paredes têm roupas e instrumentos que foram usados por grandes astros do rock.

Os atendentes são muito simpáticos, educados e sempre tentam puxar conversa 😊 porém o som é muito alto, o que atrapalha um pouco, mas para os amantes do rock com certeza serão algumas horinhas de muito prazer: comer escutando um bom rock.

Como todo restaurante da Europa, você encontra o menu do lado de fora do restaurante. Para resumir: no menu você encontra saladas e pratos tradicionalmente americanos e também um menu com sobremesas.

A única desvantagem desse restaurante é a fila, pois dependendo do dia e horário você pode ficar uns 45 min esperando liberar uma mesa, mas já aconteceu de nós chegarmos lá e ficar só 10 min esperando.

Para saber mais informações de preços e opções no cardápio acessem o link Hard Rock Café.

Para os amantes do Rock, na esquina em frente do restaurante há uma lojinha do Hard Rock Café que tem tipo um “museu” do rock no subsolo, com uma letra de música escrita à mão pelo John Lennon.

Fico por aqui e até o próximo post.
Beijos

Instagram:@vanessaribeiro.vr

Twitter:@ribeirovvanessa

Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os Seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras.”

Mateus 16.27

Façam suas reservas pelo Booking clicando no link abaixo! Nós receberemos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, além de estar ajudando a manter o blog!



Booking.com

Pensando em alugar um carro? Reserve pela Rent Cars clicando no link abaixo. A Rent Cars pesquisa os melhores preços nas melhores operadoras. Alugando por aqui nós recebemos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, além de ajudar a manter o blog.


por Vanessa Ribeiro

TRANSLADO LONDRES – AEROPORTO DE STANSTED: TREM X ÔNIBUS – QUAL VALE MAIS A PENA?!

Olá, pessoal!!

No post Chegando em Londres, compartilhamos nossa experiência em fazer o translado de ônibus do aeroporto de Stansted até o centro de Londres. Hoje vamos fazer uma pequena comparação entre ônibus x trem.  Com base nessa pequena comparação, vocês poderão analisar qual desses tipos de translado vale mais a pena, ou seja, qual vai atender melhor as suas necessidades.

Ônibus Trem
Conforto x x
Wi-Fi x x
Horário definido x
Valores  £17,00 (ida e volta) ** £22,00 (ida e volta) **
Limite de quantidade de malas
x
Anúncio da próxima parada/estação
x

** Valores aproximados, consultar no sites das empresas os valores reais. O trem possui 1a e 2a classe (com valores e serviços agregados bem diferentes).

Conforto:

No quesito conforto tanto o ônibus quanto o trem são bem confortáveis, porém o ônibus é mais confortável. As cadeiras são mais confortáveis, e para quem chega a noite, por exemplo, no ônibus as luzes ficam apagadas, logo é possível tirar uma “sonequinha” enquanto no trem as luzes ficam acesas o tempo todo.

Wi-fi:

Tanto o ônibus quanto o trem têm rede Wi-Fi gratuita.

Horários:

Nesse quesito com certeza o trem ganha disparado do ônibus, pois o ticket do trem é comprado para usar no dia, ou seja, você não tem aquela obrigação de pegar o trem em um horário definido na estação, por exemplo. No ônibus, ao contrário, o ticket tem um horário específico então, se você perder o horário, a chance de você conseguir pegar o próximo é mínima, a não ser que você compre outra passagem.

Valor:

Nesse quesito o ônibus sai na frente, pois as tarifas são mais baixas, enquanto no trem o valor costuma ser mais caro. Mas sempre consulte ambos… vai que há alguma promoção em curso. Vale a pena ressaltar que, no trem, você tem a opção de 1a e 2a classe… onde a 1a classe, com um preço mais alto (normalmente), oferece alguns mimos extras (como fila reduzida para check-in, por exemplo, entre outros).

Limite de quantidade de malas:

Tanto o ônibus quanto o trem têm compartimentos para malas (grandes e pequenas). No ônibus cada passageiro tem direito a uma mala grande, enquanto que no trem, teoricamente, não há limite. No trem cada passageiro tem que se virar com sua mala e o espaço disponível em cada vagão tem limite… assim, se você chegar muito em cima da hora, pode ser que não haja espaço para sua mala e ela tenha que ficar no corredor… e viajar 50 minutos cuidando de sua mala não é legal hehehe…

Como o ônibus tem limite de quantidade de malas por passageiro, é garantido que haverá espaço para sua bagagem, mas a maioria dos motoristas (senão todos)  não colocam nem tiram sua mala do bagageiro… você que vai ter que procurar sua mala e tirar ela na hora do desembarque… o que é bem desconfortável e chato. E, para ser bem sincera, não acho muito seguro esse sistema também, vai que alguém pegue sua mala por engano?! Vai saber né…

Anúncio da próxima parada/estação:

O trem tem painéis que avisam as estações, toda vez que está se aproximando de alguma estação tem áudio comunicando, enquanto o ônibus vai depender do humor do motorista. No meu caso eu tive que perguntar.

Fico por aqui e até o próximo post.
Beijos

Instagram:@vanessaribeiro.vr

Twitter:@ribeirovvanessa

“Tomai sobre vós o Meu jugo, e aprendei de Mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.”

Mateus 11.29

Façam suas reservas pelo Booking clicando no link abaixo! Nós receberemos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, além de estar ajudando a manter o blog!



Booking.com

Pensando em alugar um carro? Reserve pela Rent Cars clicando no link abaixo. A Rent Cars pesquisa os melhores preços nas melhores operadoras. Alugando por aqui nós recebemos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, além de ajudar a manter o blog.


por Vanessa Ribeiro em 02/01/2018

TURISMO EM ORLANDO – 2ª PARTE: PARQUE UNIVERSAL STUDIOS

Olá, people!!

Quando entramos em um parque de diversão todos (até os mais sérios) voltam a ser criança. Entrar no mundo do bruxinho mais querido foi demais….

O parque da Universal Studios fica localizado em Orlando e recebe milhares de pessoas todos os anos.  O complexo conta com dois parques: o Universal Studios e o  Island Of Adventure, e uma área de entretenimento que fica entre os dois parques: o City Walk.

Como queríamos conhecer o famoso  Hogwarts Express, optamos pelo ingresso Park to Park.  E, como já é de se imaginar, a área destinada ao Harry Potter está sempre lotada.

Dicas aos viajantes:

Acompanhe as filas pelo celular, com o aplicativo oficial da Universal você consegue ir monitorando o tamanho das filas. O wi-fi no parque é gratuito.

Nossa opinião sobre alguns pontos do parque:

Harry Potter and the Escape from Gringotts:  uma impressionante mistura entre montanha russa e simulador em 3D. Sem contar que a fila para atração já impressiona pelos detalhes.

Hogwarts Express: tenho que confessar que essa atração foi um pouco decepcionante para nós, pois esperávamos um pouco mais, porém vale a pena a experiência! Bom, a atração nada mais é do que um trem que conecta o Beco Diagonal (que fica localizado no Universal Studios) com a vila de Hogsmeade (que fica no Island of Adventure). A duração do passeio dura menos de 5 minutos . Atenção para o mais importante de tudo: para embarcar no trem é necessário que seu ingresso tenha a opção “Park to Park”, ou seja,  permite transitar entre os dois parques no mesmo dia.

Olivanders: loja de varinhas presente nos dois parques.

The Knight Bus: o famoso ônibus roxo de três andares que circula invisível pelas ruas de Londres está localizado no lado de fora do Beco Diagonal… dá até para tirar foto com o Shunpike e a cabeça falante.

Beco Diagonal: não deixe de conhecer as lojinhas e lugares como a casa de câmbio e a loja de varinhas do Olivanders.

Dragon Challenge: é uma montanha russa muito legal e super emocionante! Foi a primeira montanha russa que eu sai literalmente tonta. Não sei exatamente o porquê, mais sai tontinha tontinha de lá heheh. Infelizamente essa atração foi fechada em setembro agora para dar espaço a uma nova atração (que não possuo detalhes).

Algumas fotos de outros momentos no parque….

E, para finalizar a área do Harry Potter, não esqueçam de provar a Butterbeer: a famosa cerveja amanteigada… aquela bebida típica dos filmes/livros.

Revenge of the Mummy:  uma outra montanha russa da Universal que vale super a pena! O cenário é incrível e com certeza é uma boa opção para quem tem um pouco de medo de montanha russa, pois ela não tem looping.

Race Through New York Starring Jimmy Fallon: é um simulador divertido que nos leva para um passeio por Nova Iorque com o famoso apresentador de TV americano,  Jimmy Fallon.

Skull Island: Reign of Kong: é um simulador 3D muito bom! Você fica dentro de um caminhão que se aventura pela selva… você literalmente tem a sensação de estar cara a cara com o Kong.

Transformers The Ride 3D:  é um simulador 3D com muitas aventuras.

Terminator 2 3D: uma pequena apresentação do Exterminador do Futuro que, confesso, nos surpreendeu muito. Existem atores reais que contracenam com o 3D.

The Simpsons Ride: é um simulador de montanha russa sem sair do lugar. Vale bastante a pena ir, mas ele sacode bastante.

Dudley Do-Right’s Falls: é tipo um splash e você vai ficar realmente molhado.

Popeye & Bluto’s Bilge – Rat Barges:  se você procura uma atração para ficar encharcado, esta é a escolha ideal… é tipo um rio bravo. Super recomendo 🙂  Só não fui 2 vezes por causa da fila hehehe

E, para não me estender muito nesse post, finalizo com a atração mais fofa de todas, que vale super a pena 🙂

E.T. Adventure: eu simplesmente amei essa atração, pois quem já assistiu o filme E.T vai entender bem o que eu estou dizendo. Você se sente naquela cena que a bicicleta começa a voar. Vale muito pena mesmo!

Para saber um pouquinho como foi nossa aventura assista o vídeo abaixo e aproveite para dar seu like e se inscrever no nosso canal para receber mais dicas de viagens.

https://www.youtube.com/watch?v=JXj_R3PhDZA

Deixem seus comentários e sugestões. E não esqueçam de se inscrever no canal e, se gostarem do vídeo, cliquem em “eu gostei”.

Fico por aqui e até o próximo post.
Beijos

Instagram:@vanessaribeiro.vr

Twitter:@ribeirovvanessa

Com o puro te mostras puro; mas com o perverso te mostras rígido.

2 Samuel 22.27

Faça suas reservas pelo Booking clicando no link abaixo! Nós receberemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso, e estará ajudando a manter o blog!



Booking.com

Pensando em alugar um carro? Reserve pela Rent Cars clicando no link abaixo. A Rent Cars pesquisa os melhores preços nas melhores operadoras. Alugando por aqui nós recebemos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, além de ajudar a manter o blog.


por Vanessa Ribeiro

ANDANDO DE TGV NA FRANÇA

Olá, pessoal!!

Hoje estamos republicando o post sobre TGV na França, com algumas atualizações sobre as passagens…

O TGV é um trem de alta velocidade que opera em toda França e fora do país. 

 

Na primeira vez que entramos na GARE para comprar nossa passagem, confesso que foi um pouco assustador por dois motivos: 

1º A única palavra que sabíamos falar era “bonjour” heheh

2º Entender o funcionamento dentro da Gare (comprar passagem, compostar bilhete e localizar a plataforma).

Após o susto inicial, foi mais fácil do que imaginávamos. Viajar de TGV é uma experiência muito boa.

 

O post de hoje tem algumas dicas sobre a compra das passagens e alguns procedimentos que devemos fazer antes de viajar de trem. Et voilà!

 

Como pagar mais barato na passagem?

Existem dois fatores que ajudam muito a economizar: comprar com antecedência e ter flexibilidade no horário. Flexibilidade no horário significa que você pode, na mesma data, encontrar tarifas mais baratas em horários diferentes.


Atenção na passagem!!

Verifiquem as condições da passagem,  ou seja, se ela permite reembolso ou troca posterior. Estas informações são obtidas no momento da consulta de horários no site da SNCF (http://www.sncf.com) ou, para os que optarem comprar direto no ponto de vendas da SNCF, direto com o vendedor (desculpem, mas não me recordo se eles passam essa informação sem nós perguntarmos).


Promoções de última hora!!

O sistema de promoções funciona igual ao do avião: quando não completa o número de passageiros eles costumam (NÃO É REGRA!!) aparecer com promoções de última hora. 

Se você já tem uma programação, não recomendo ficar esperando essa promoção, pois, como eu disse, “costumam” pode ser que não aconteça.

Com a passagem em mãos, quais são os próximos passos??!!

A etapa mais importante, após comprar a passagem, é compostar,  ou seja, validar o bilhete nas maquininhas amarelas antes de embarcar. 

Dica: Olhe como as pessoas estão fazendo na hora do embarque e repita o procedimento. Isso ajuda muito heheh.

Se a fiscalização entrar dentro do trem e sua passagem não estiver validada, mesmo que você tenha comprado tudo certinho, vai pagar multa.

Compostage – máquina para validar a passagem

Update: para quem optar por comprar pela internet existe o e-billet, que nada mais é do que um ticket eletrônico nominal (ele é específico de o passageiro designado no bilhete, não podendo ser passado para outra pessoa). Este ticket não precisa ser compostado e, se você possuir o app da SNCF e linkar o ticket no app, você também não precisa nem imprimir, bastando apenas apresentar o QR code exibido pelo app para o fiscal (quando houver). Existem 2 apps da SNCF que fazem esta função: o SNCF (link para iOS, Android e Windows Phone) e o Voyages-SNCF (link para iOS, Android e Windows Phone)… a principal diferença entre eles é que, apesar de ambos servirem para validar o ticket em caso de fiscalização, o Voyages-SNCF permite que você acesse seu perfil no site da SNCF, podendo comprar bilhetes, gerenciar as compras, etc… enquanto que o SNCF é mais como uma ferramenta para verificação de linhas de trem, gares e consulta de horários. Ambos apps emitem alertas no caso de modificação da sua passagem, como atrasos, alteração da plataforma, etc. Ainda, se você tiver o Apple Watch, ao instalar o Voyages-SNCF no iPhone você pode transferi-lo para ele e ter acesso aos dados da passagem (além do QR code para o caso de fiscalização) diretamente no relógio, além das notificações… que são espelhadas do telefone.

Após compostar a passagem (caso seu ticket assim o exija), vamos localizar a plataforma. O número da plataforma não vem impresso na passagem, ele aparece no painel alguns minutos antes do embarque: o número do trem, o nome da cidade final (se for uma viagem com escala, pode ser que o seu destino não apareça escrito no painel) e o número da plataforma.

Dica: Eu sempre procuro pelo número do trem para não ter erro.

As informações que obtemos na passagem são: o número do vagão, que, em francês, chama-se voiture, e o número do assento, que, em francês, chama-se place assise (se for no corredor) e place fenêtre (se for na janela).

 

O espaço para guardar as malas grandes são de quem chegar primeiro: lembre-se que você vai ter que se virar sozinho com sua bagagem, ninguém vai carregar nada para você.

Dica: Recomendo, após saber o número da plataforma, ir o mais breve possível para o local, pois o trem é extenso e você vai ter que procurar o vagão correspondente a sua passagem, e, normalmente, o trem sai exatamente na hora prevista. Caso você esteja viajando com mala pequena é possível colocar no compartimento acima dos assentos.

 

Feito tudo isso, agora é só relaxar e apreciar a paisagem. 

Boa viagem!!
 

Fico por aqui e até o próximo post.
Beijos

Instagram:@vanessaribeiro.vr

Twitter:@ribeirovvanessa

“Bem aventurado o homem que tem em ti suas forças, em cujo coração estão teus caminhos”.

Salmos 84-5

 

Faça suas reservas pelo Booking clicando no link abaixo! Nós receberemos uma comissão, mas você não paga nada a mais por isso, e estará ajudando a manter o blog!



Booking.com

Pensando em alugar um carro? Reserve pela Rent Cars clicando no link abaixo. A Rent Cars pesquisa os melhores preços nas melhores operadoras. Alugando por aqui nós recebemos uma comissão e você não paga nada a mais por isso, além de ajudar a manter o blog.



por Vanessa Ribeiro

FISCALIZAÇÃO DA RECEITA FEDERAL EM VOOS INTERNACIONAIS

Olá, pessoal!! O post de hoje é uma breve explicação sobre como funciona a fiscalização da Receita Federal em voos internacionais.    Quais produtos são considerados isentos? Os produtos de uso ou consumo pessoal são considerados isentos.  Os produtos considerados em uso são os produtos sem etiquetas e fora da caixa. Qual a cota para …